Parque Estadual Cunhambebe

ATRATIVOS
CONSERVAÇÃO
SINALIZAÇÃO
VISITAÇÃO
Avaliação média

3,5

1 classificaçãoCLASSIFIQUE

Para facilitar sua leitura, utilize o índice abaixo para guiá-lo pelos principais pontos do Parque.

A região do Rio de Janeiro encanta visitantes do mundo inteiro por apresentar diversos pontos turísticos de belezas únicas. Cada cidade guarda e protege um pedacinho da natureza desse estado que merece ser conhecido. Na região conhecida como Costa Verde, fica o Parque Estadual Cunhambebe, que abrange parte dos municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Rio Claro e Itaguaí.

Criado em 2008, ele tem como principal objetivo preservar toda a região Sul Fluminense. Com cerca de 38.000 hectares, protege uma cadeia de montanhas e importantes nascentes e bacias hidrográficas. Além disso, reúne diversas espécies de árvores como o Jequitibá-rosa, o Cedro e o Angico. A fauna é outro ponto de destaque do Parque, uma vez que é repleta de animais silvestres como a lontra, a anta e o mono-carvoeiro.

Não bastasse toda essa quantidade de belezas naturais, o Parque também possui uma área histórica que traz um pouco da arquitetura do período colonial do distrito de São Marcos, em Mangaratiba.

Como é possível perceber, opções de lazer é o que não falta nessa unidade de conservação. Mas, antes de ir conhecer essa região é preciso se programar com antecedência, pois o Parque é bem grande. Confira abaixo os principais pontos turísticos.

Principais atrações do Parque Estadual Cunhambebe

Cachoeira do Rubião

Localizada na Serra do Piloto, à direita da estrada RJ-149, atrai centenas de visitantes por apresentar uma piscina natural ideal para banho. O acesso até ela se dá por meio de uma trilha de 1 km de extensão.

Cachoeira da Bengala

Também na Serra do Piloto, essa cachoeira é cercada por mata atlântica e possui uma bela queda d’água. O acesso se faz por trilha de aproximadamente 200 metros.

Ruínas do Antigo Teatro

Resquícios de um antigo teatro que era frequentado por barões do café. Faz parte do Sítio Histórico da Estrada Imperial.

Pontes da Estrada Imperial

Construídas pelos escravos, estão localizadas à direita da estrada em direção a São João Marcos. A mais conhecida entre as pontes é a Ponte Bela, utilizada como referência em alguns roteiros de trilhas da região.

Igreja Matriz de São João Marcos

Feita a mão por Antônio Padre, com material transportado em lombo de animais, é toda de barro, cinza e tabatinga. Ali está localizado o Cruzeiro do antigo povoado de São João Marcos.

Cachoeira do Itingussú

Fica na divisa dos municípios de Itaguaí e Mangaratiba. Possui vários saltos que chegam até a 50 metros. No local existe também um reservatório de água denominado “Barragem de Itingussú” com capacidade de 500.000 litros de água.

Pedra da Conquista

Localizada no início do Vale do Sahy, possui 400 metros de altura e paredões  para escaladas. De acordo com a história, essa pedra era utilizada por escravos fugitivos que iam até o local para se suicidar.

Pedra Chata

Com cerca de 1.600 metros de altitude, está localizada em Rio Claro. Possui um formato de meia-lua e seu principal acesso se dá por uma bela trilha que começa em Lídice, distrito de Rio Claro. Do seu cume é possível avistar a Baia da Ilha Grande e Sepetiba.

Bico do Papagaio

Possui 1.512 metros de altitude e o acesso até ele se dá por uma trilha leve que começa a 9 Km de distância do centro de Lídice. O nome faz alusão ao seu cume rochoso que possui um formato de bico pontudo.

Como Chegar?

O Centro de Visitantes fica na Estrada da Cachoeira, no bairro do Sahy em Mangaratiba. É importante destacar que por estar situado em cidades diferentes (Angra dos Reis, Mangaratiba, Itaguaí e Rio Claro) existem vários acessos que levam ao Parque Estadual Cunhambebe. Porém, não há núcleos em todas as cidades. Por isso, é preciso ficar atento!

O acesso principal se dá pela rodovia BR-101, no trecho Rio-Santos, no trevo do Km 423. Partindo da região Sul Fluminense, deve-se seguir pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até o município de Barra Mansa, para então tomar o rumo para Rio Claro. Ao chegar ao município, é necessário seguir para Mangaratiba pela RJ-149 e, logo depois, pela BR-101 (Rio-Santos), sentido Rio, por cerca de 5 km. O Parque é contornado parcialmente pela BR-101, no trecho entre o limite dos municípios de Itaguaí e Mangaratiba, até o município de Angra dos Reis, no distrito de Ariró.

Onde Ficar?

Existem vários hotéis e pousadas no entorno da região do Parque. Vale a pena fazer uma pesquisa antes e definir quais serão os pontos visitados para decidir qual opção será mais benéfica para você.

Horário de Funcionamento e Ingressos

Não há cobrança de ingressos. O Parque funciona de terça a domingo, de 8h às 17h.

Curiosidade

O nome do Parque é uma homenagem ao cacique tupinambá Cunhambebe, líder da Confederação dos Tamoios, formada por volta de 1560. O cacique tornou-se temido pelos portugueses, contra os quais obteve várias vitórias até sua morte por varíola. Hoje, o maior distrito de Angra do Reis, que abrange grande parte da área do Parque, recebe também esse nome em memória do cacique.

Você já foi visitar algum ponto turístico do Parque Estadual Cunhambebe? Compartilhe com a gente! Deixe seu comentário no abaixo.

Outras Informações

Telefone: (21) 3789-2965
E-mail: pec@inea.rj.gov.br

Trace sua rota até lá

Estrada da Cachoeira s/nº - Rodovia Rio-Santos - Km 423 - Vale do Sahy - Mangaratiba – RJ
Estrada da Cachoeira s/nº - Rodovia Rio-Santos - Km 423 - Vale do Sahy - Mangaratiba – RJ

Compartilhe

Deixe seu comentário

XFECHAR
Top
Trilhando Montanhas
Tem dúvida?
X

Qual a sua opinião sobre o local?

ATRATIVOS
CONSERVAÇÃO
SINALIZAÇÃO
VISITAÇÃO

CLASSIFICAR