Parque Nacional da Chapada Diamantina - Bahia

ATRATIVOS
CONSERVAÇÃO
SINALIZAÇÃO
VISITAÇÃO
Avaliação média

4

1 classificaçãoCLASSIFIQUE
Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia

A Chapada Diamantina é uma região de extraordinária beleza, composta por formações rochosas únicas, mata atlântica com traços de caatinga e cerrado, campos rupestres, que se misturam e formam uma das paisagens mais impressionantes do Brasil.

Localizada no centro do estado da Bahia, a Chapada é um dos principais destinos de ecoturismo do país, ideal para quem busca tranquilidade, contato com a natureza e cenários arrebatadores.

Morros exuberantes, cachoeiras belíssimas, grutas e nascentes de água azul bebê fazem da Chapada Diamantina um dos lugares mais surpreendentes do Brasil.

chapada diamantina 2 bahia

Cachoeiras em meio a cânions e paredões gigantes, grutas e cavernas fantásticas, nascentes de água azul bebê completam o cenário impressionante da Chapada Diamantina.

Seu nome tem origem no período conhecido como Ciclo do Diamante, época em que a região da Chapada representava enorme importância na extração de diamantes e outras pedras preciosas.

morro do pai inacio 2 chapada diamantina bahia

A Chapada Diamantina forma o conjunto de morros da Serra do Espinhaço, a única cordilheira do Brasil, que engloba os estados da Bahia até Minas Gerais. Sua altitude média varia entre 800 e 1.200 metros acima do nível do mar, sendo os pontos mais altos o Pico do Barbado (2.080 metros), o Pico do Itobira (1.970 metros) e o Pico das Almas (1.958 metros).

A grande diversidade biológica e riquezas naturais fizeram com que a Chapada Diamantina fosse declarada reserva mundial da biosfera em ano

Quando ir

Não existe época ruim para visitar a Chapada. No inverno chove menos, o que é bom para fazer os passeios, mas no verão as chuvas deixam as cachoeiras mais cheias e mais bonitas. Um período interessante para visitar a Chapada é entre os meses de maio a setembro, época em que os raios de sol incidem nos Poços Azul e Encantado, deixando o azul das águas ainda mais reluzente.

Como chegar

A principal base para conhecer a Chapada é Lençóis, uma cidadezinha a 400 km de Salvador. De ônibus são cerca de 7 horas de viagem. Também é possível ir de avião pela Azul, que oferece voos regulares entre Salvador e Lençóis às quintas e aos domingos.

Onde ficar

Lençóis é a principal cidade da Chapada, com uma localização mais central e próxima das principais atrações como o Morro do Pai Inácio, a Gruta da Pratinha e a Cachoeira do Mosquito. A cidade conta com boa infraestrutura de hotéis e restaurantes, muitas agências de turismo, além de banco 24 horas. Suas ruas de paralelepípedo, casinhas coloridas e igrejas charmosas lembram um pouco as cidades históricas de Minas Gerais. À noite as ruas do centrinho ficam bem movimentadas, muitos restaurantes colocam mesas do lado de fora, num clima bem descontraído e amistoso. A Chapada Diamantina é enorme e existem outras atrações que são mais afastadas de Lençóis. Para um melhor aproveitamento é recomendável dividir a estadia em outras localidades como Mucugê, Igatu ou Andaraí.

Os amantes de trekking e longas caminhadas não podem deixar de fazer a travessia do Vale do Pati, uma caminhada de 70 km que dura em média 5 dias. Como recompensa os aventureiros terão as mais incríveis paisagens da Chapada, na que é considerada a travessia mais bonita do Brasil.

Principais Atrações

Morro do Pai Inácio

É do alto do Morro do Pai Inácio que temos a mais incrível vista panorâmica da Chapada Diamantina. Uma magnífica paisagem de 360° dos morros e paredões rochosos característicos da região.

Não é à toa que é o principal cartão postal da Chapada Diamantina.

morro do pai inacio chapada diamantina bahia

O Morro do Pai Inácio possui 1.120 metros de altitude, mas boa parte da subida até lá é feita de carro. Chegando na portaria do parque paga-se uma taxa administrativa no valor de R$ 5,00. A partir desse ponto são 400 metros trilha com uma de subida constante que dura cerca de 25 minutos.

O Morro do Pai Inácio fica na cidade de Palmeiras, a 22km do centro de Lençóis.

A trilha é de nível fácil e não precisa de guia. Apesar disso, é interessante ir com guia para ouvir a história do Pai Inácio, que é contada de forma bem divertida numa  encenação teatral.

chapada diamantina bahia

Dica: Faça a trilha no fim da tarde para pegar o pôr do sol lá no topo.

Horário de Funcionamento: 8:00 às 18:00h

Taxa de entrada: R$5,00

Nível: Fácil

Tempo: 25 minutos

Altitude: 1.120 metros

Distância: 400 metros

Um lugar maravilhoso cercado de histórias e uma natureza ímpar.

Gruta da Lapa Doce

A Gruta da Lapa Doce é integrante de um complexo de cavernas com formações de calcário impressionantes, muitas estalactites e estalagmites que juntas formam sensacionais obras de arte. Algumas formações recebem nomes inusitados de acordo com a sua aparência, tem Anjo, Lustre, Leão, Presépio, um verdadeiro espetáculo da natureza.

gruta da lapa doce 2 chapada diamantina bahia

Localizada em Iraquara, a Lapa Doce é a terceira maior gruta do Brasil, com 20 km de extensão, mas apenas 850 metros são liberados para visitação.

O acesso é feito por uma trilha leve, sendo necessário descer cerca de 70 metros até o seu interior. A entrada da gruta é magnífica, a enorme dolina (uma depressão causada pelo desmoronamento de rochas calcáreas) impressiona pela grandiosidade e beleza.

gruta da lapa doce chapada diamantina bahia

O interior da gruta é bem amplo e todo o percurso é plano. O trajeto completo para atravessar a gruta de uma ponta a outra dura cerca de 1:30h.

A visitação é feita em grupos de até 12 pessoas, acompanhados de guia credenciado. Os guias fornecem lanternas e lampiões para iluminar o interior da gruta, mas a melhor parte do passeio é quando todos apagam as luzes para ficar na completa escuridão, apenas ouvindo o barulho das gotas de água caindo no mais absoluto silêncio. É impressionante.

Obrigatório uso de calçado fechado.

Gruta da Pratinha

A Gruta da Pratinha é uma belíssima gruta formada por um enorme paredão rochoso e repleta de água numa tonalidade azul bebê incrível. A Gruta é ligada ao Rio Pratinha, formando uma deliciosa piscina natural de águas transparentes e tons que variam entre azul, verde e prata. A impressionante transparência da água é devido à presença de calcário no solo.

gruta da pratinha chapada diamantina bahia

Não é permitido nadar na Gruta para preservar o lugar. A única atividade liberada é a flutuação na Gruta da Pratinha, um passeio guiado que percorre o seu interior utilizando equipamento de snorkel, colete e lanterna.

Já no Rio Pratinha é permitido nadar e aproveitar as atividades esportivas como tirolesa e caiaque.

rio pratinha chapada diamantina bahia

Gruta Azul

Na mesma propriedade da Gruta da Pratinha está também a Gruta Azul. Ambas ficam na Fazenda Pratinha, uma propriedade particular localizada no município de Iraquara. É cobrado o valor de R$20,00 de entrada e o local conta com lanchonete, banheiros e várias atividades esportivas como tirolesa, caiaques e flutuação.

gruta azul chapada diamantina bahia

A Gruta fica mais escondida e o acesso é feito por uma escada bem estreita. Não é permitido nadar, nem fazer flutuação, apenas contemplar a paisagem.

Pulo do gato: Entre os meses de abril a setembro, das 14h às 15h, os raios de sol entram na gruta iluminando o fundo da caverna e deixando a água com um tom de azul mais reluzente.

Cachoeira do Mosquito

É uma belíssima cachoeira no meio de um incrível cânion, emoldurada por uma vegetação exuberante e paredões gigantes.

cachoeira do mosquito 6 chapada diamantina bahia

Seu nome é uma alusão aos pequeninos diamantes encontrados por lá.

O acesso é feito por uma trilha de 2 km e nível moderado, que inclui travessia de rios e descidas íngremes. A cachoeira fica dentro de uma fazenda a 60 km de Lençóis, sendo 20 km de estrada de asfalto e 40 km de estrada de terra. A fazenda cobra entrada no valor de R$10,00 pessoa.

A primeira parada é no belo mirante com uma vista panorâmica da cachoeira.

cachoeira do mosquito chapada diamantina bahia

Dica: Existem outras duas quedas que ficam antes da Cachoeira do Mosquito. A maioria das pessoas não passa por elas, indo direto pro Mosquito, então vale a pena pedir ao guia para mostrá-las.

cachoeira do mosquito 2 chapada diamantina bahia

cachoeira do mosquito 3 chapada diamantina bahia

A trilha para a Cachoeira do Mosquito atravessa o córrego por cima e depois inicia uma descida íngrime até a entrada do cânion. Na parte final da trilha tem um trecho em que é preciso andar entre as pedras e a água, exigindo bastante cuidado para não escorregar.

cachoeira do mosquito 5 chapada diamantina bahia

 A vista na chegada é impressionante. A enorme queda d’água cercada pelos paredões é surpreendente e as pedras formam deliciosos poços para banho.

cachoeira do mosquito 4 chapada diamantina bahia

Poço do Diabo

Formado pelo Rio Mucugezinho, o Poço do Diabo é uma imensa piscina natural com uma queda d’água de 20 metros ao fundo.

O Poço do Diabo fica bem pertinho de Lençóis, apenas 18 km de distância, e pode ser combinado com outro passeio, normalmente com a Cachoeira do Mosquito. Logo na entrada tem um restaurante que serve almoço e lojinha de artesanato. Na beira do rio tem outro restaurante que serve uma comidinha caseira ótima.

O acesso até o poço é feito por uma trilha de 20 minutos e nível fácil. O percurso é bem bonito, com uma vista linda da cachoeira de cima.

poco do diabo 2 chapada diamantina bahia

A história do nome Poço do Diabo vem de um triste episódio ocorrido ali na época do diamante. Conta-se que vários escravos foram mortos e atirados naquele poço porque estavam roubando os diamantes dos seus senhores. Numa cena de horror, o rio foi tomado pelo sangue dos corpos ali jogados e ficou conhecido como Poço do Diabo.

Apesar da história assustadora, o lugar é lindo e relaxante, ótimo para nadar e apreciar a natureza. Os mais aventureiros também podem praticar alguns esportes radicais, como tirolesa e rapel.

poco do diabo chapada diamantina bahia

Poço Azul

O Poço Azul é um dos lugares mais espetaculares da Chapada. Suas águas incrivelmente transparentes, dão a impressão de que se está flutuando no meio do poço. É maravilhoso flutuar nas suas águas cristalinas. A profundidade do poço varia de 4 a 21 metros.

Na entrada tem banheiros e restaurante que serve almoço.

Antes de entrar no poço é obrigatório tomar uma ducha para tirar as impurezas e conservar a transparência da água.

O acesso é feito por uma escada até o local.

poco azul chapada diamantina bahia

Dicas

A melhor época para visitar o Poço é entre os meses de abril a setembro por volta das 14h, quando um feixe de sol incide dentro do poço deixando as águas com um tom de azul extraordinário.

O Poço possui pouca iluminação e para conseguir fazer uma boa foto é indispensável o uso do tripé. A pessoa que está flutuando também tem ficar parada o maior tempo possível para não sair tremida na foto. A água também tem que estar paradinha para conseguir captar a transparência na foto.  

Cachoeira da Fumaça

A Cachoeira da Fumaça é a segunda maior cachoeira do Brasil, com uma queda de 380 metros de altura.

A cachoeira tem esse nome porque a queda é tão alta que a água se transforma em fumaça antes de tocar o solo.

cachoeira da fumaca chapada diamantina bahia

Há duas formas de chegar até a Cachoeira da Fumaça. A trilha mais curta inicia-se no Vale do Capão, a 1:30h de Lençóis e tem 12 km ida e volta. Os primeiros 2km são de subida íngreme e depois a trilha segue plana até o platô de onde se observa a cachoeira.

as belezas da chapada diamantina bahia

Para avistá-la por completo é preciso deitar na pedra e esticar o corpo um pouco pra fora. Tudo é feito com bastante cautela, já que o lugar é muito alto. Quem preferir pode pedir ao guia para segurar os pés enquanto observa a queda. A vista é fantástica, é impossível não se emocionar com tamanha beleza.

cachoeira da fumaca chapada diamantina ba

Outra forma de visitar a Cachoeira da Fumaça é por baixo, numa trilha que dura 3 dias.

Dica: Cheque o volume da água antes para não correr o risco de chegar lá e não conseguir ver a cachoeira.

dayana souza cachoeira da fumaca chapada diamantina bahia

Dicas essenciais

No centrinho de Lençóis existem várias agências de turismo que disponibilizam os passeios pela região. Em média, o preço dos passeios é R$100,00. As agências possuem uma programação de passeios para cada dia, pois alguns passeios não saem todos os dias.

Para quem está indo em grupo, uma boa opção é alugar um carro para ter mais flexibilidade e não depender da programação das agências.

Alguns passeios não necessitam de guia como Pai Inácio, Poço Azul, Poço Encantado. Já os passeios que envolvem trilhas mais longas ou com caminhos mais complicados, a opção é contratar um guia na Associação dos Condutores de Visitantes de Lençóis (ACVL), o telefone é (75) 3334-1425. O guia vai cobrar o valor da diária e você vai montar o próprio roteiro sem depender da agenda de passeios disponíveis em cada dia pelas agências.

A vantagem do guia é que além de dominar os caminhos (muitos não são sinalizados), ele enriquecerá sua viagem com histórias e informações da cultura local.

Os seguintes passeios podem ser combinados no mesmo dia:

Poço Azul e Poço Encantado

Gruta da Lapa Doce e Pratinha

Cachoeira do Mosquito e Poço do Diabo

Morro do Pai Inácio no pôr do sol

Trace sua rota até lá

Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia
Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia

Compartilhe