Ilha do Sol (Isla del Sol), maior ilha do Lago Titicaca, Bolívia

A Ilha do Sol é a maior ilha encontrada no Lago Titicaca e diz a lenda que os primeiros incas, Manco Capac e Mama Ocllo, fundadores do império inca, nasceram ali.

O passeio pode ser contratado em Copacabana ou até mesmo em La Paz, mas também é possível comprar apenas o transporte de barco, diretamente no porto de Copacabana. Não precisa de guia, a trilha é bem indicada e tem centenas de pessoas fazendo também, mas não comece depois das 16h, pois a maior parte da ilha não tem iluminação.

A melhor forma de conhecer a Ilha do sol é chegar por um lado, fazer a trilha cruzando a ilha, dormir e ir embora no dia seguinte. Mas se prepare, pois esse único dia na trilha é incrível e vai render memórias por toda uma vida!

É possível ir e voltar no mesmo dia, mas eu não acho que valha a pena, a trilha é linda e fazer correndo é , na verdade, perda de tempo, ela dura 4 horas mas eu fiz em umas 7, paramos muito para apreciar a vista e tirar fotos. Dormir lá com aquele céu estrelado e dar um mergulho no Titicaca na manhã seguinte também é imperdível!

O trajeto mais legal é chegar pelo lado sul e dormir no lado norte, pois o pôr do sol fica mais bonito no norte. Apesar de mais bonito, o norte tem menos infra-estrutura que o sul, então se você preferir conforto, se programe para chegar pelo norte e durma no sul.

Alguns pontos interessantes durante o passeio são a Roca Sagrada e o Laberinto Chinkana.

Melhor época para ir

 A melhor época para ir, na minha opinião, é no verão (dezembro-fevereiro), como lá é bem alto, não fica tanto calor durante o dia, fica uma temperatura agradável, sem contar que as águas do Titicaca ficam menos congelantes e permitem até um mergulho!

Como chegar

Para chegar a Copacabana, ponto de onde sai o barco para a isla, pegamos um ônibus saindo de Puno, no Peru, foi uma viagem de cerca de 2/3 horas, bem tranquila. Também é possível sair de La Paz (4 horas) ou Cusco (10 horas).

De Copacabana é possível pegar o barco para Isla Del Sol. Não é preciso fazer reservas e ele custa 25 bolivianos. O barco sai de manhã de Copacabana (08:30) , passa pelo lado norte da ilha, depois pelo lado sul e retorna para Copacabana. O barco também faz o trajeto a tarde, saindo às 17:00 (é bom confirmar estes horários antes). O trajeto entre Copacabana e a ilha dura 3 horas e o barco é bem simples, sem lugar para sentar. É possível contratar um barco particular.

Onde ficar

 Existem muitas pousadinhas na ilha, tanto do lado sul como do lado norte (não vi pousadas no meio do caminho, então se preparem para fazer a trilha completa). Eu não fiz reservas, e nem sei se é possível (a não ser que você vá por agência, o que é totalmente desnecessário). As pousadas são super simples, a que eu fiquei não tinha água corrente, só balde. Outras mal tinham cama, fomos em uma que era um colchão no chão e só.

Como já falei anteriormente, achei as pousadas do lado sul mais estruturadas e bonitinhas, mas o visual não é tão incrível.

A hospedagem é muito baratinha, pagamos cerca de 70 bolivianos por noite. Lá não tem cartão de crédito muito menos banco, tem que levar cash!

A ilha é bem pobre de infraestrutura, não tem farmácia nem mercado, apenas uma vendinhas com o básico

Características

Localização: Isla Del Sol, Copacabana, Bolívia
Distância: 8km a 3.800m de altitude
Duração média: 4h
Nível: Médio
p.s. Acampamento é permitido em áreas específicas

Dicas Importantes!

  • levar bastante água e comida (não há pontos de venda durante a trilha);
  • levar papel higiênico, na Bolívia muitos lugares não oferecem papel higiênico, e na trilha também não rola banheiro;
  • levar roupas de frio, mesmo no verão a temperatura cai muito a noite;
  • A trilha é relativamente longa, então o ideal é deixar o mochilão em Copacabana e levar apena suma mochila pequena com o básico;
  • leve um kit de primeiros socorros;
  • levar chapéu, a trilha é debaixo de muito sol!
  • levar dinheiro para o “pedágio”, em certos trechos da trilha locais te cobram um pedágio não oficial, é pouca coisa mas é bom estar preparado.

Essa trilha com certeza foi uma das mais lindas que fiz na vida! As paisagens são deslumbrantes. A Bolívia é um país bem rústico, com pouco preparo para receber os turistas, então se prepare para alguns perrengues. Apesar disso, mesmo já tendo visitado 32 países, a Bolívia ainda está em primeiro lugar como o país que mais me surpreendeu, desde a Ilha do Sol, até o deserto de Uyuni, são paisagens únicas e deslumbrantes! Se a Bolívia ainda não está na sua wishlist, corrija isso agora mesmo!

Trace sua rota até lá

Ilha do Sol, Bolívia
Ilha do Sol,  Bolívia

Compartilhe