Piscina Natural da Atalaia, Fernando de Noronha

Continuando a explorar as belezas naturais de Fernando de Noronha, vamos agora a uma das piscinas naturais mais divulgadas e mais solicitadas pelos visitantes: em um dos visuais mais chamativos da Ilha está a Piscina Natural da Atalaia.

Para facilitar sua leitura, utilize o índice abaixo para guiá-lo pelos principais pontos desta trilha.

Sobre a piscina natural da Atalaia

A piscina natural da Atalaia é uma das atrações mais divulgadas quando começamos a procurar por informações sobre Fernando de Noronha. Considerada um berçário, a diversidade marinha encontra na piscina um pequeno refúgio para se desenvolver. Neste ambiente frágil, com o fundo de corais e outros organismos vivos, é possível encontrar filhotes de tubarões, polvos, moreias e outras espécies.

Ela é mais uma das piscinas de Noronha onde é possível a visitação e a atividade de flutuação. A visita acontece somente na maré baixa e mediante agendamento prévio no Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho.

A trilha de acesso à piscina é relativamente fácil e se inicia na Vila do Trinta. O visitante deve chegar com 20 minutos de antecedência e apresentar-se ao monitor do Parque no portão de entrada. Não é permitido o agendamento no portão. Já no começo da caminhada é possível ver um dos cartões postais da Ilha, o Morro do Frade.

Em períodos chuvosos a trilha torna-se mais escorregadia, com lama, o que exige cuidado e atenção do visitante. Ao chegar na piscina, a atividade que ocorre é a de flutuação com grupos de no máximo 16 pessoas, com uso obrigatório do colete, máscara de mergulho e snorkel. O tempo para fazer a trilha e a flutuação na piscina, em dias normais, leva em torno de uma hora e meia (60 min de trilha ida e volta e 30 min de flutuação). O acompanhamento de condutor, neste caso, não é obrigatório.

Quando o visitante chega na área da piscina ele encontra um voluntário do Parque Nacional Marinho que monitora as atividades no local. Ele dará todas as informações necessárias para realizar a atividade com prazer e segurança. Algumas das regras mencionadas são a não utilização de protetor solar, repelente e outros dermo-cosméticos para não agredir a piscina e também a proibição de nadadeiras, sticks (hastes de câmeras), sapatilhas e luvas pelo mesmo motivo.

Outra regra é não tocar ou encurralar os animais presentes ali. Neste caso, o que costumo dizer é para não fazer com eles o que não gostaria que fizessem com você. Quanto menos impacto causamos nesses ambientes naturais, mais preservados eles tendem a ficar para que próximas gerações também tenham o privilégio de conhecê-los.

Condições adversas

A trilha pode ser fechada de acordo com as condições naturais apresentadas no dia. O vídeo abaixo mostra a entrada de ondas na piscina, o que impossibilita a atividade de flutuação com segurança. Outro motivo para o fechamento é a incidência de chuvas que, dependendo da quantidade, pode afetar a trilha e também a piscina.

Características técnicas

Tempo médio de caminhada: 60 min de trilha ida e volta e 30 min de flutuação.
Grau de dificuldade: média. A trilha pode ficar com lama e escorregadia de acordo com a incidência de chuvas.
Horário de visitação: de acordo com as condições da maré.
Taxa de entrada: o ingresso para acessar todas as áreas do Parque Nacional Marinho é único. (Informações: www.parnanoronha.com.br).

Onde fica

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, Pernambuco - PE.

Como chegar

Antes de mais nada, consultar e agendar no Centro de Visitantes do Parque, no bairro Boldró, ao lado da sede do Projeto Tamar. O ponto de partida para a trilha fica na Vila do Trinta. O acesso pode ser feito de ônibus.

Dicas essenciais

  • O ideal para quem deseja fazer as trilhas em Fernando de Noronha é procurar fazer os agendamentos que podem ser realizados com cinco dias de antecedência. Se possível, busque por um guia local antes de chegar a Noronha para tentar realizar os agendamentos, que também são possíveis a distância. Isso pode ser essencial para não ficar de fora pela falta de vagas, que são limitadas.
  • Vá de tênis ou botinhas de trilha antiderrapantes. A caminhada não é difícil em dias de sol, mas não vale a pena ir de chinelos. Se for de tênis, use um que não se preocupe em molhar (isso vale para todas as trilhas em Fernando de Noronha, principalmente na época de chuvas).
  • Os coletes, máscaras e snorkels podem ser alugados na entrada da trilha ou levados por você, caso possua.
  • Na entrada também há um responsável do Parque que repassa as informações sobre o trajeto até a piscina natural.
  • Os horários de visitação são sempre definidos de acordo com a maré. Caso a piscina precise ser fechada devido a condições naturais adversas, o visitante será avisado no portão de entrada. Como a natureza é imprevisível, dependemos dela para ter acesso às suas belezas.

Trilha Pontinha-Caieiras - mais uma opção para o mesmo dia

Com ponto de partida no mesmo local, a trilha Pontinha-Caieiras é, muitas vezes, feita na sequência da trilha da Atalaia.

caieiras fernando de noronha

Mais longa e mais desafiadora, a trilha que mistura vegetação fechada e rochas margeando o oceano, leva para duas piscinas naturais denominadas Pontinha e Caieiras. Nelas acontece a mesma atividade de flutuação com uso obrigatório de colete, máscara de mergulho e snorkel. Para esta trilha também é necessário realizar o agendamento, além de ser obrigatório o acompanhamento de condutor autorizado pelo Parque.

Trace sua rota até lá

Piscina Natural da Atalaia, Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, Pernambuco - PE
Piscina Natural da Atalaia, Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, Pernambuco - PE

Compartilhe

Deixe seu comentário

XFECHAR
Top
Thaís dos Reis Mendonça
Tem dúvida?
X

Qual a sua opinião sobre o local?

ATRATIVOS
CONSERVAÇÃO
SINALIZAÇÃO
VISITAÇÃO

CLASSIFICAR