Princípios básicos de mínimo impacto em trilhas

Você sabia que existem alguns princípios que foram consentidos por ambientalistas e praticantes de atividades outdoor, que hoje é adotado em todo o mundo como um código de ética e conduta para visitantes de ambientes naturais?

Estamos falando dos princípios básicos de mínimo impacto! São condutas e ética a serem adotadas pelos visitantes, a fim de preservar o ambiente para que outros possam usufruir futuramente da mesma maneira.

Com o crescimento do ecoturismo e das atividades outdoor, é importante que todos tenham consciência e sigam uma conduta correta diante da natureza e do local em que está visitando, pois estes dependem de nós para resistir.

Se cada um colaborar com todos ou ao menos alguns dos princípios, poderá ser evitada a degradação do local, será mantida a harmonia do grupo e até mesmo a integridade física de cada um.

Procure optar por parques, guias de ecoturismo, locais de hospedagem e etc, que adotem as práticas e técnicas de mínimo impacto, pois, a partir daí, é possível enxergar o tipo de trabalho e compromisso que estas entidades possuem com a natureza, assim você se tornará um montanhista ou visitante mais consciente.

Como exemplo, apresentamos o código de ética da FEMERJ (Federação de esportes de montanha do estado do Rio de Janeiro) direcionado aos montanhistas do Rio de janeiro. Cada parque ou reserva natural possui o seu, pesquise-o sempre antes de visitar ou praticar alguma atividade.

A seguir, vamos apresentar 8 princípios de mínimo impacto em ambientes naturais:

Planejamento é fundamental

  • Entre em contato prévio com a administração da área;
  • Informe-se sobre as condições climáticas do local;
  • Viaje em grupos pequenos de até 10 pessoas;
  • Evite viajar para áreas populares;
  • Não esqueça dos sacos de lixo;
  • Só faça atividades dentro de sua capacidade.

Você é responsável por sua segurança

  • O salvamento em ambientes naturais é caro e complexo;
  • Calcule o tempo total que passará viajando e deixe um roteiro;
  • Avise a administração da área que você está visitando;
  • Aprenda as técnicas básicas de segurança;
  • Tenha certeza de que você dispõe do equipamento apropriado;
  • Caso você não tenha experiência, não se arrisque sozinho.

Cuide dos locais de sua aventura

  • Mantenha-se nas trilhas pré-determinadas;
  • Mantenha-se na trilha mesmo se ela estiver molhada;
  • Acampando,evite áreas frágeis;
  • Não cave valetas ao redor das barracas;
  • Bons locais de acampamento são encontrados, não construídos;
  • Não deixe evidência de sua passagem;
  • Não acampe em locais proibidos, assim evita-se acidentes e fortalece o empreendimento local.

Traga seu lixo de volta

  • Se você pode levar uma embalagem cheia, pode trazê-la vazia na volta;
  • Não queime e nem enterre o lixo;
  • Utilize as instalações sanitárias, sempre que existirem.

Deixe cada coisa em seu lugar

  • Não construa qualquer tipo de estrutura;
  • Não leve nada para casa;
  • Tire apenas fotografias, deixe apenas suas pegadas e leve apenas lembranças.

Evite fazer fogueiras

  • Fogueiras enfraquecem o solo;
  • Para cozinhar, utilize um fogareiro próprio para acampamento;
  • Para iluminar, utilize um lampião ou uma lanterna ao invés de uma fogueira;
  • Para se aquecer, tenha a roupa adequada para o clima do local que está visitando.

Respeite os animais e as plantas

  • Observe os animais à distância;
  • Não alimente os animais;
  • Não retire flores e plantas silvestres.

Seja cortês com os outros visitantes e com a população local

  • Ande e acampe em silêncio;
  • Trate os moradores da área com cortesia e respeito;
  • Mantenha as porteiras e cancelas como as encontrou;
  • Deixe os animais domésticos em casa.

Fonte: www.pegaleve.org.br

Compartilhe os princípios de mínimo impacto com seus amigos montanhistas, viajantes e simpatizantes das práticas outdoor! Lembre-se que, preservar é resistir.

Essa página foi últil para você?

(nenhuma avaliação)

Compartilhe